quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

" Pela estrada fora eu vou bem sozinha,"



Essa é uma músiquinha(que a maioria das crianças já ouviram).Mas mal sabem elas que esse pequeno trecho você levará para o resto da sua vida.E será um verdade cruel na maior parte dela.
É duro saber que nos momentos mais difíceis você se encontrará sozinha,não importa quantos amigos,ou se tem namorado,família,isso apenas aliviará um pouco mais a solidão está a porta.E de repente ao findar o dia você verá que está só,que sente falta de algo" mas não sabe o que é", provavelmente você nunca tenha visto ou conhecido mas sente falta.
Nascemos sozinhos,e vamos morrer só.E nessa longa (ou não) "viagem de trem" várias pessoas passaram,umas irão marcar e fazer falta quando partirem,outras apenas passaram e nem sentiremos que a conhecemos,e muitas temos desejos de conhecer mas não conheceremos,porque a vida é assim,uns dizem destino,outros dizem Deus,a muitas opiniões.Mas a realidade que a todo momento você só poderá contar consigo mesma.
Acreditar nas outras pessoas será apenas uma questão sua,porque você jamais poderá culpar elas,pois a vida é sua e as decisões também.Não importa o que você faça,apenas faça o que tiver vontade.Não minta(se preciso as vezes omita,mas não esconda coisas graves),junto com grandes segredos existe uma grande carga de responsabilidade e força.Porque haverá um momento no qual ocorrerá um deslize e nesse momento o segredo junto com sua força irá ao chão e pode ter certeza você não vai querer que isso aconteça.
Eu só peço a Deus que ao findar a minha viagem,não leve mágoas,tristezas, rancor,ódio,inveja,enfim não leve nada de mal,apenas uma certeza:
"Tudo que pude eu fiz,com vontade ou não,nessa caminhada me faltaram forças mas me fortalecia em cada abraço de uma criança,em cada sorriso de um adulto,em cada beijo,em cada carinho!Porque o que nos resta é o amor,amor por nós mesmos e pelas outras pessoas."
Obrigada Deus!Por tudo.

1 comentários:

Dennis Brown disse...

É bem profundo,gostei mto pauly